D&D – Porque é tão amado?

Olá amigos e companheiros!

Antes de começar, gostaria de dizer que este mês não tivemos nosso jogo de Fading Suns. De última hora, acabei só com três jogadores (dos oito. Sim, eu mestro para oito e, às vezes, tem plateia. =P ) e acabamos jogando Shadowrun 5ª edição.
Devo dizer que foi aos trancos, demorou para fazer as fichas e rever as regras 500 vezes para entender, mas deu certo. Uma aventura simples e divertida, com o objetivo de resgatar uma refém de capangas donos de uma lanchonete fast-food. Quem já jogou Shadowrun sabe o que aconteceu. Para os que não sabem, bem… eles salvaram a moça, explodiram a lanchonete e estão na lista negra da gangue. Moleza, não? xD

Mas eu tenho outra coisa legal para falar a vocês que gostam de jogos de celular/tablet: está disponível o Fallout Shelter. É um jogo de estratégia no qual você pode controlar seu próprio abrigo nuclear. O jogo é viciante e divertido! Recomendadíssimo.

fallout-shelter

Mas, voltando ao RPG…

Um dia desses, me fiz uma pergunta: Por que D&D é tão amado?

Fiz a pequena pergunta em um fórum gringo e esperei ver o que as pessoas diriam.
E o que eu queria com isso? Ora, saber porque o foco de muitos jogadores e mestres, e até de pessoas que não jogam RPG, é sempre em D&D.

Bem, antes de tudo, não é que desgoste de D&D e seu(s) universo(s) de “High Fantasy” – mas apesar de jogar muito, nunca foi meu foco. Vou destrinchar algumas das respostas e tentar formar uma linha de raciocínio.

Entre as respostas, percebi que o fato de estar no mercado há muito tempo é um fator que ajuda. Bem, de certa forma, esse foi o primeiro RPG de facto criado pelo finado Gary Gygax. Claro que, com sua dominação, vendas e campanha de marketing, o jogo se tornou o pioneiro de jogos de fantasia e também dos RPG’s, especialmente após a aquisição pela Wizards/Hasbro (para quem não sabe, a Hasbro é a terceira maior companhia de jogos e brinquedos do mundo. Só perde para a Lego e a Mattel).

Outro fator é que, de muitos RPG’s, o primeiro a ser jogado é D&D. Possivelmente por seu acesso ou o pensamento de “quero jogar um RPG. Meu amigo joga esse D&D”.
E como RPG’s são difíceis e cheios de mecânicas que podem ser trabalhosas a aprender, as pessoas se acostumam com este sistema.

O fato de o jogo ser em níveis, classes e o foco em fantasia genérica é outro ponto que pode ajudar a fazer com que as pessoas fiquem no sistema. Isso traz facilidade de adaptação, já que muitos jogos, em especial Vídeo Games, tem premissas parecidas.

Capa D&D 5ª edição

Outros sistemas como GURPS e FATE dão muitas opções tipos de personagens e âmbitos, o que torna difícil a escolha de personagem, jogo, universo – o famoso ter muitos sabores a serem escolhidos e não saber qual escolher.
Então, podemos fazer o parâmetro: um jogador iniciante no RPG geralmente quer se espelhar em alguém, algum personagem já existente; se ele que ser igual ao Aragorn do Senhor dos Anéis, por exemplo, bastaria dar a classe Ranger e ele adaptar ao jogador e pronto! Simples, não?

Muitas vezes as pessoas fora do meio do RPG falam D&D para todos os tipos de RPG. Meio como Catupiry é para queijo cremoso processado e Cândida é para água sanitária.

Dungeons and Dragons é o carro chefe de todos os RPG’s. Provavelmente o mais bem sucedido na indústria e o mais conhecido. Porém, nos últimos anos, suas vendas vêm caindo e têm sua posição como número um está ameaçada (vide tabelas de vendas de 2012 a 2014), em especial com a divisão da equipe da Wizards com o Pathfinder RPG e o advento de novos jogos como FATE, Star Wars da FFG e outros jogos.

Após a GENCON deste ano (que acabou de acontecer), vamos ver como ficam as vendas da 5ª edição, que foi feita o ano passado, e ver se ela conquista novas posições.

Nem tudo que é velho dura para sempre, mas, com certeza, marca a nossa vida.

E você, o que acha que faz o D&D ser tão querido entre os rpgistas? Deixe seu comentário.

 

Links (todos em inglês):

Estatistica de Vendas de RPGs

D&D – site oficial

Gary Gygax – Wikipedia

Melhores sites para aprender RPG

 

Maiores vendas anuais de RPG

2014

1. Pathfinder (Paizo Publishing)

2. Star Wars (Fantasy Flight Games)

3. Fate Core System (Evil Hat)

4. Dungeons & Dragons (Wizards of the Coast)

5. Iron Kingdoms (Privateer Press)

2013

1. Pathfinder (Paizo Publishing)

2. Star Wars (Fantasy Flight Games)

3. Dungeons & Dragons (Wizards of the Coast)

4. Iron Kingdoms (Privateer Press)

5. Fate Core Systems (Evil Hat Productions)

2012

1. Pathfinder (Paizo Publishing)

2. Star Wars (Fantasy Flight Games)

3. Dungeons & Dragons (Wizards of the Coast)

4. Dark Heresy/Rogue Trader/Deathwatch (Fantasy Flight Games)

5. Iron Kingdoms (Privateer Press)

Anúncios

3 comentários sobre “D&D – Porque é tão amado?

  1. Tem gente que gosta de destrinchar sistemas diferentes. A minha opinião é outra. Pra mim a melhor mecânica é aquela que eu conheço. É claro que estou disposto a mudar quando o mundo me força, mas não vejo a menor graça em aprender novas regras a cada seis meses (ou a cada nova campanha).

    Penso que a maioria das pessoas é como eu. Começaram no D&D por ser o mais popular e nele permanecem até hoje quando falamos de mundo medieval. Sabem mais um ou outro sistema (Vampiro, Gurps) e ponto. Com elas podem jogar quase qualquer coisa que imaginarem.

    Ou seja, – a não ser que você seja um tarado por regras – pra que complicar?

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s