Sonhos durante a travessia – Parte 02

Continuação dos sonhos dos personagens na viagem. Estou terminando  de escrever a história da última aventura. Gosto de separar por capítulos, pois assim fica mais fácil de ler e de escrever. 😛

Tak

Tudo está escuro a sua volta. Estrelas começam a brilhar. Você está flutuando no espaço. Você vê um Portal. Você se aproxima do Portal e um flash. Você não está mais no espaço. Está nas florestas de Bannockburn. Você vê sua vila, mas algo está errado. Ela está em chamas! Seus amigos e familiares no chão, mortos. Você procura sobreviventes. Uma figura na distância está em pé. Você corre na esperança de ser um conhecido. Quando você chega perto é um homem. Grande e forte, veste uma armadura toda desgastada de combate e sangue escorre de forma irreal. Ele se vira. O elmo dele é um espelho. É um Kossack! Um soldado de forças especiais dos Decados. Ele levanta a espada com lâminas e corre na sua direção. Você tenta fugir. Ele urra: “A luz mostra o caminho das sombras e as sombras o caminho da luz”. Você se espanta que todos os corpos de todos na vila estão de pé, e eles não têm olhos e todos falam em uníssono: “Makaan”.

Você acorda. Tudo está normal, o barulho dos motores ressoa na nave. A última coisa que você lembra do sonho é ver a lâmina do kossack atravessando seu peito.

Xan-Qi

Tudo está escuro a sua volta. Estrelas começam a brilhar. Você está flutuando no espaço. Você vê um Portal. Um flash. Você não está mais no espaço. Você se encontra em um campo de batalha. O sol já está se pondo e tom do céu combina com o sangue no chão. Corpos de homens estão espalhados por todos os lados, até onde seus olhos alcançam. Na distância você um homem em pé. Está de armadura completa e o elmo cobre seu rosto. Uma espada de duas mãos nas mãos. Ele está matando os sobreviventes, cravando a espada, fundo no peito dos moribundos. Ele percebe você está lá. Ele levanta a espada e parte para lhe atacar. Quando você está para alcançar sua arma, alguém lhe enfia uma lâmina no seu dorso direito. O atacante cobre sua boca com a mão e sussurra no seu ouvido: “Eu sou aquele que vê. Veja o que vejo. Olhe. E lembre-se de mim.” O guerreiro se aproxima com espada em riste.

Você acorda. Tudo está normal, o barulho dos motores ressoa na nave. A última coisa que você lembra do sonho é o que o guerreiro te diz: “Sajuuk”.

Ur-Ukar Ukar symbol

Uma Ur-Ukar, com suas características cicatrizes que são a linguagem deles e o símbolo da nação deles.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s